Lisboa Best Restaurants

Uma das nossas paixões...

Pigalle

Pigalle
7Valor Total
Atendimento 7.5
Ambiente 6
Relação qualidade preço 7
Degustação 7.6
Global7

Restaurante Pigalle, localizado na cidade ribatejana, capital portuguesa do gótico mais concretamente em Santarém, na rua Capelo e Ivens nº 15.
É aqui que o jovem chefe, André Santos, 27 anos, abriu um restaurante em 2016 para apresentar a sua cozinha.
Espaço funcional mas sem grandes pretensões, com uma decoração modesta, um nome que não tem a ver com nada, mas que justifica a visita para apreciar o trabalho de mais um talento ribatejano com vontade de se afirmar na sua zona, apesar do “marasmo” a que se deixou chegar a cidade de Santarém.

Um restaurante na cidade escalabitana, com cozinha tradicional Portuguesa, que se reinventa com inovação e criatividade do chefe, o mesmo chefe que sempre gostou de cozinhar, e que adora criar sensações e emoções nos seus clientes.
Serviço simpático, disponível a desafios e a aceitar que sejam os clientes a gerir a sequência e os tempos. Como equipe jovem que é, as falhas existem e é necessário alguns alertas, muito bem recebidos, não sabemos se aceites…

Nesta visita as nossas preferências recaíram sobre:

Couvert servido com pão de trigo, azeitonas, mistura e girassol(1,50€).
Trilogia de patés(5€). Chegaram à mesa um paté de camarão e um paté de atum que acompanhava com tostas.

Ceviche de garoupa(12,95€) já repetido e pensamos que um clássico.

Polvo no tachinho com batata doce frita e parmesão(12,50€). Polvo no ponto certo, chips de batata doce óptimas e o paladar do caldo prolonga-se no palato.

Barriga de leitão, outro clássico, imperdível, leitão com pele crocante, com umas batatas fritas às rodelas estaladiças. A amostra foi uma oferta.

Doce de avelã,com bolo de chocolate branco, uma cortesia do chefe.

Doce à Pigalle(4,5€). Sobremesa da noite com 3 texturas de chocolate, chantilly, coulis e espuma de frutos vermelhos.

Carta de vinhos reduzida, com bons preços, mas com muitas falhas, “demasiadas”. A qualidade da cozinha e a política de preços praticada permitia ter alguns vinhos de “topo”. Depois de várias tentativas de pedidos de vinhos esgotados, aceitámos a recomendação para um vinho do Tejo Encosta do Sobral a 15,00€.

O restaurante encerra ao Domingo, o estacionamento é difícil.

Restaurante Pigalle, sem pretensões, onde brilha a cozinha de um jovem, André Santos. Para continuar a acompanhar, esperemos que mantenham esta relação qualidade preço.

Julho 2018


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/makeitdi/public_html/restaurant/wp-includes/functions.php on line 3743